O Produtor de Supergirl Andrew Kreisberg falou recentemente com a CBR sobre o final de Rhea, o dilema moral da Supergirl, o retorno de Tyler Hoechlin como Superman e a chegada de Mark Gibbons como General Zod.

Supergirl está prestes a aprender que o Inferno não tem fúria como a Rainha de Daxam. Depois que Rhea se aventurou através da galáxia para se reunir com seu filho Mon-El e trazer ele de volta para casa, ele escolheu ficar com Kara ao invés de sua própria família. O pai de Mon-El, Lar Gand apoiou a decisão de seu filho, um tapume que conduziu finalmente a Rhea matando ele. Uma vingativa Rea agora tem suas vistas em Kara, Mon-El e a Terra, e qualquer um de que estiver em seu caminho.

Superman retorna para o final. Quão crucial ele é na próxima batalha?

Ele é incrivelmente crucial. Eu amo o Tyler nessa parte – ele é tão bom. É uma interpretação diferente do Superman que você já viu. Em nossa série, Superman tem sido [um super-herói] há uma década, ele está muito confortável com o Superman. Um monte de interpretações são dele começando do início. Para nós, ele é tão confortável no papel, masa série é chamada de Supergirl, então nosso Superman está aqui a serviço da Supergirl. Ele é a família dela. Ele é a sua consciência. Ele é seu mentor.

Há também algumas cenas muito legais entre os dois. Quanto a querer que ele voltasse, queríamos ele de volta o tempo todo, mas a série é chamada de Supergirl. Você quer que seja sobre ela. Nossos parceiros da DC e da Warner Brothers foram muito generosos conosco, deixando que esse personagem apareça em nosso programa. Estamos gratos por todas as oportunidades que temos.

O que mais você pode falar sobre o final e o que ele configura para a terceira temporada?

Temos incríveis estrelas convidadas no final. Estamos trazendo de volta as pessoas que tivemos toda a temporada. Temos Calista Flockhart voltando. Nos últimos dois episódios, temos Lynda Carter retornando como presidente, Sharon Leal está voltando como M’gann. Obviamente, há Tyler como Superman. Estes são alguns dos maiores episódios que já fizemos. Estamos tão orgulhosos de Teri Hatcher, é tão incrível ter ela em nossa série, e arrasando como Rhea. Há um final de qualidade de filme, com grandes estrelas convidadas e efeitos visuais. Vamos ter um vislumbre do vilão da 3º temporada no final, que também estamos animados.

FONTE: CBR

Tradução e Adaptação – Equipe THBR

A Academia de Ficção Científica, Filmes de Fantasia e Horror revelou as nomeações nesta quinta-feira para o seu 43º Anual Saturn Awards.

O ator Tyler Hoechlin foi nomeado na categoria Best Guest Performance on a Television Series (Melhor Ator Convidado em Série de TV) com seu personagem Superman na série Supergirl.

Os vencedores serão anunciados dia 28 de junho em Burbank, Califórnia.

Best Guest Performance on a Television Series:
Ian Bohen “Teen Wolf” (MTV)
Tyler Hoechlin “Supergirl” (The CW)
Anthony Hopkins “Westworld” (HBO)
Leslie Jordan “American Horror Story: Roanoke” (FX)
Jeffrey Dean Morgan “The Walking Dead” (AMC)
Dominique Pinon “Outlander” (Starz)

Para quem não sabe o Tyler já venceu ao Saturn Awards quando participou do filme Road to Perdition ao lado de Tom Hanks.

Fonte: Variety

Em entrevista ao site Krypton, o produtor de Supergirl Andrew Kreisberg e o ator Tyler Hoechlin, comentaram sobre a introdução do Super-Homem na série, como eles decidiram fazer o personagem e suas inspirações.

Confira a entrevista traduzida por nossa equipe:

Após uma apresentação do episódio da semana que vem, “The Last Children of Krypton”, o produtor executivo Andrew Kreisberg e o ator Tyler Hoechlin discutiram o episódio em uma sessão de perguntas e respostas com a imprensa. Entre os assuntos discutidos estava, claro, o modo de Hoechlin interpretar a versão de Supergirl do Homem de Aço, o Super-Homem. Ele teve alguma influência? E que tipo de Super-Homem ele quis representar? Aqui está o que ele tinha a dizer:

“Eu deliberadamente me mantive distante de todas as coisas do Super-Homem e, por causa disso, eu sou muito ignorante dos filmes e séries passadas,” Hoechlin admite. “O que eu cresci vendo foi o Dean Cain em Lois & Clark; esse foi o meu Super-Homem durante a infância. Eu não assisti de novo nenhum dos filmes do Christopher Reeve; eu não assisti os atuais. Eu quis fazer isso porque, como ator, eu não queria nenhuma tentação de imitar ou copiar nada.

“Eu tive uma ótima reunião com Andrew e Greg [Berlanti] em que todos nós meio que concordamos sobre o que achávamos pessoalmente interessante sobre o personagem, e eu me senti muito convencido a me comprometer com aquelas ideias,” Tyler continua. “Eu nunca quis fazer algo e ficar ‘ah, aquilo parecia muito com o Reeve, ou não estava parecido o suficiente com o que eles fizeram.’ Se algo é similar, é similar. Se é completamente diferente, é completamente diferente, mas nada foi feito com a intenção de ser igual com algo que foi feito no passado. São apenas coisas com as quais nós nos comprometemos desde o início. Eu acho que existe algo muito libertador, criativamente, quando você se compromete com algo que você acredita, pessoalmente. Se a recepção hoje fosse que todo mundo odiou, eu estaria ‘bem, isso é péssimo. Isso é realmente péssimo.’ Mas eu me comprometi com o que eu honestamente acreditei ser ótimo sobre isso, e se todo mundo vê dessa maneira também, então está bem. A pior coisa é tentar fazer algo, pensando que é o que as outras pessoas vão achar certo, e ainda assim elas não gostam, porque ai você falhou sem confiar em você mesmo para fazer algo que você acreditava. Esse foi o processo ao fazer isso.”

O mais importante para Hoechlin foi que o seu Super-Homem está sempre fazendo o que ele queria que todos fizessem, se eles pudessem fazer o que ele faz. “É realmente isso,” ele diz. “Então se é um momento de confortar alguém, então é um momento de confortar alguém. Se é um momento de impedir alguém de machucar outra pessoa, então é isso. Mas eu acho que para ele, eu acho que ele reconhece o símbolo que ele é e o que isso significa para todo mundo, então o momento no primeiro episódio de andar pelo DEO e apertar a mão das pessoas, eu acho que tudo sobre ele é fazer as pessoas perceberem que elas podem ser suas próprias versões do Super-Homem. Ele só está fazendo o que ele é capaz de fazer por causa de talentos e habilidades que ele tem, mas se você estiver fazendo tudo o que você pode com as habilidades que você tem, você está fazendo a mesma coisa. Então você, essencialmente, é o Super-Homem; você não pode ver através de paredes, e não pode explodir coisas com seus olhos. Mas no final do dia, a intenção é a mesma.”

“Eu acho que é como qualquer coisa que eu e Greg fazemos,” Andrew Kreisberg adiciona da perspectiva de um produtor. “Nós não fazemos adaptações ao pé da letra de histórias em quadrinhos específicas. Sempre há um processo, então nós escolhemos a dedo as melhores partes das coisas que vimos, que lemos, que assistimos. Obviamente tem muito de Richard Donner, mas também temos um monte de Richard Donner em The Flash. É o Super-Homem que eu e o Greg crescemos vendo. Foi ele que realmente coloriu a nossa visão sobre o personagem. Mas tem uma dose saudável da série animada, da qual eu era um grande fã. Tem certamente um pouco de Lois & Clark, no espaço de trabalho. E tem um pouco de Homem de Aço lá, com Cadmus e seus pontos de vista. E tudo isso é colocado em uma maquina e sai como algo novo. Mas é como o Tyler estava dizendo, nós não queremos ver os antigos e tirar as nossas pistas dali; nós baseamos em tudo que tem, seja o Henry Cavill, ou o Brandon Routh, Christopher Reeve, Dean Cain, Gerard Christopher… todo mundo usa tudo que existe, e meio que destila isso em uma versão que eles gostam e que talvez tenha um pouco mais disso, ou um pouco mais daquilo, e o Super-Homem que eu, Tyler e Greg criamos é a nossa versão favorita do Super-Homem, porque tem todas as pequenas coisas nós gostamos em um lugar só.”

“Eu li algumas críticas em que eles amaram como foi meio que uma volta para a versão mais ‘escoteira’ do Christopher Reeve e, ainda assim, eu não conseguia ver o Christopher Reeve tendo uma cena com J’Onn onde os dois estão prontos para cair no soco por causa de kryptonita,” continua Kreisberg. “O que eu amei sobre aquela cena é que os dois tem um ponto de vista válido; os dois estão certos e errados, e essas são as melhores cenas. A raiva que o Tyler estava disposta a mostrar, o que foi muito corajoso, especialmente quando você está usando aquela roupa, o fez adulto e contemporâneo, e mais do que apenas um escoteiro de calças justas. É uma versão gestálica do Super-Homem, como todas elas deveriam ser. Eu tenho certeza de que quando Brandon estava fazendo isso, ele tinha todas as versões anteriores, e eu tenho certeza que o Henry faz isso, ele tem todas as versões anteriores. Não somente os atores, mas também os criadores. É um pouco como Hamlet. Todos interpretam, mas todos trazem algo de novo, e as pessoas que vem depois algumas vezes pegam um pouco daquilo que veio antes,  e ai adicionam algo novo.”

Fonte: Krypton Site

Tradução e Adaptação – Equipe THBR

Em entrevista recente para os repórteres da CBR, Tyler e Andrew Kreisberg, produtor de Supergirl disseram sobre as críticas que o seriado recebeu por causa de seu nome, sobre como foi colocar a presença do Superman e Tyler falou sobre como queria que o relacionamento entre Superman e Supergirl fosse visto.

Confiram abaixo a matéria traduzida e adaptada pela nossa equipe! 

KREISBERG de Supergirl e HOECHLIN conversam sobre Superman, crise e muito mais.

Em uma pré-visualização do episódio da próxima semana de “Supergirl”, Superman aparece segurando Supergirl em uma imagem já familiar para os fãs da DC Comics. E quando o produtor executivo Andrew Kreisberg falou com CBR e outros repórteres durante uma visita de imprensa, ele revelou que a cena não foi um flashback acidental para a cena de 1985.

“Na verdade,” diz:” Nós vamos ter uma “Crise nas Infinitas Terras” por aqui”, disse Kreisberg sobre o roteiro relembrar a série de eventos clássicos. Na verdade, os escritores de Supergirl originalmente tinham planejado a cena para aparecer em um episódio de sua primeira temporada, na CBS. “Quando Superman resgata de Reactron, na verdade escrevemos que [a cena] ia cortar a cabeça dele para que pudesse ver seu corpo segurando-a na pose clássica”, explicou. Agora, com o ator Tyler Hoechlin escalado como Superman, a cena foi capaz de ser trabalhada como uma homenagem mais direta de uma das imagens mais famosas das últimas crianças de Krypton.

Kreisberg também disse que a introdução de Superman na série sempre foi parte de seu plano para a segunda temporada, ainda ficassem na CBS ou, como acabou acontecendo, mudassem para a CW. Para o produtor, era importante que o personagem se tornarsse mais do que uma silhueta e uma mensagem de texto ocasional. “[O show] Sempre foi projetado para ser sobre alguém que teve que lidar com um parente famoso cuja sombra era muito difícil de sair”, explicou. “Você não precisa vê-lo para que funcione, mas nós nos sentimos confiantes de que Kara estava em um lugar bastante forte como Supergirl e que era hora de trazer seu primo.

“Isso tornou-se mais imperativo quando fomos para a CW, porque quando você faz uma transição como essa, você quer colocar o seu melhor pé em frente”, acrescentou. “Foi uma ótima maneira de abrir a temporada.”

Ao mesmo tempo, é igualmente importante o personagem não roubar o brilho de Kara. A maneira a equipe encontrou de impedir  isso, foi apresentar um Superman mais experiente. Tendo completado sua jornada para se tornar um herói, ele é capaz de ser um personagem que ajuda Kara enquanto ela continua pelo seu próprio caminho.

De acordo com Hoechlin, “Apoio foi o que eu tentei me apoiar” em seu papel tanto como Clark e Superman. Comparando-o com um atleta cujo “jogo acalmou”, ele sentiu que seu papel é ajudar Kara descobrir as coisas que são importantes para ela,  enquanto defendiam National City. “Ser uma presença veterana, ele está lá para encorajar o próximo grupo. Ele está lá para construi-la e apoiá-la quando puder “.

“Ele atuaria como um primo e um mentor”, acrescentou Kreisberg. “Queríamos um Superman que é compreensível, divertido e tudo o que você se lembra da sua infância, e, ao mesmo tempo, desmistificá-lo um pouco.” O personagem também fornece um pouco de tensão como Superman, provando a regra “há sempre alguém mais famoso do que você.” Comparando sua chegada ao DEO a Mick Jagger fazendo um aparição surpresa em um clube local, o produtor disse: “O queixo de todo mundo só caiu, mas ela é segura [ele ser Superman].”

                Mesmo com Superman sendo um personagem de carne e osso de Supergirl, Kreisberg diz que as mensagens de texto vão continuar, agora no entanto, os fãs terão a imagem de Hoechlin como a pessoa que envia as mensagens encorajadoras para Kara. Embora tenha começado como um chamariz para manter o personagem vivo, ainda que um pouco distante na primeira temporada, Kreisberg ficou surpreso com a quantidade de apelo emocional das cenas de mensagens de texto têm. “Essa é a forma como as pessoas se comunicam, agora”, disse ele. “Essas cenas são um prazer de escrever. [Todos] Sabem o quão feliz você começa quando seu melhor amigo ou irmã ou irmão lhe envia uma mensagem que diz: “Eu estive pensando em você.” Tornou-se uma parte muito importante de nossas vidas “.

Personificando Superman, Hoechlin disse que evitou as encarnações anteriores do personagem – embora ele tenha admitido que Dean Cain era seu Superman enquanto estava crescendo – concentrando-se mais sobre o personagem que ele, Kreisberg e o produtor executivo Greg Berlanti discutiram em sua primeira reunião. “Se algo é semelhante [a um ator anterior], é similar. Se é completamente diferente, é completamente diferente”, disse ele. “Nunca foi intencional tentar atingir alguma coisa que foi feita no passado. É apenas o tema que estamos comprometidos”.

“Com base em tudo o que há – se é Henry Cavill, Brandon [Routh], Christopher Reeve, Dean ou Gerard Christopher – todo mundo leva tudo e deixa escapar algo da versão do personagem que eles gostam”, acrescentou Kreisberg. Em sua mente, as várias performances de Superman fazem parte do corpo de atores de trabalho, escritores e produtores que eles podem extrair de forma consciente e inconsciente. “É esta versão gestalt; assim como tudo que deve ser “, disse ele.

Uma coisa que o produtor sabia que iria mudar na segunda temporada foi a própria DEO. “Nós meio que caímos fora do amor com a caverna”, disse ele. Apesar de estar feliz com ele no início, parecia cada vez menos uma parte do show, à medida que a primeira temporada avançava.

Kreisberg também abordou os recentes comentários por Miley Cyrus criticando Supergirl para ser chamado de Supergirl. “Eu acho que nós trabalhamos duro no início da primeira temporada para resolver a discrepância e realmente tinha uma cena com Kara lamentando a ser chamado de ‘Supergirl’ e de Cat com a grande resposta sobre como a palavra menina em si não é ofensiva “, disse ele.

Enquanto alguns podem argumentar o nome ‘Supergirl’ tem uma conotação machista, Kreisberg aponta para forte mensagem do show para as mulheres. “Para nós, a mais feminista mais forte no show é Kara como personagem e o que ela faz semana após semana.

Estrelado por Melissa Benoist como A Menina de Aço, “Supergirl” vai ao ar às segundas-feiras às 22:00 Horário de Brasilia na CW. A série também é estrelada por David Harewood como Martian Manhunter, Mehcad Brooks como Jimmy Olsen, Chyler Leigh como Alex Danvers e Jeremy Jordan como Winn Schott e conta com participações de Cat Grant de Calista Flockhart, bem como a do Superman, Tyler Hoechlin.

Fonte: CBR.com

Atualização e Adaptação – Equipe THBR

Hoje irá ao ar o segundo episódio de Supergirl, intitulado “The Last Children of Krypton”. Confira duas cenas do episódio com a participação do Superman.

Sinopse: A Cadmus ataca National City com um vilão energizado com kriptonita, algo que acaba machucando seriamente Supergirl. Superman culpa Hank, já que a kriptonita foi roubada do DEO. Além disso, o primeiro dia de trabalho de Kara na nova função não sai conforme o planejado após ela conhecer seu novo chefe, Snapper Carr.

Kara: Primeiro dia como repórter. Isso é cinco vezes mais excitante do que comprar novos materiais escolares. E olha só, eu fiz isso.
Clark Kent: Eu posso ver.
Kara: Eu comprei um caderno de repórter.
Clark Kent: Aham.
Kara: Para fazer anotações de repórter.
Clark Kent: Sim.
Kara: Eu sou uma repórter, agora. Isso é…
Clark Kent: Ei, Kara. Kara, você vai se dar bem.
Kara: Espero que sim. Eu realmente não quero desapontar….
Cat: Kara… Você acha que eu posso te roubar por alguns minutos?
Clark Kent: Boa sorte.
Cat: Ver Clark Kent se afastar é como uma meditação transcendental. Todas suas preocupações, todos seus problemas na vida, eles apenas… Desaparecem.
Kara: Isso…. Bom ouvir isso.
Cat: Kara, eu gostaria de te apresentar ao seu novo chefe.
Kara: Sério? Isso é maravilhoso! Quando ele chega? Eu estou pronta para ação!
Snapper Carr: Gostei da sua vista, Cat. Muito limpa.
Cat: Tenho certeza que essa foi a primeira e última vez que você vai elogiar minha visão em alguma coisa, suponho. Snapper Carr, conheça Kara Danvers.
Kara: Olá, senhor…
Cat: Estará na equipe de investigação da Catco Magazine. É um dos maiores jornalistas que já conheci. E tem a fama de não ser tão elegante.
Kara: Senhor Carr, é uma honra te conhecer. Eu já li sua série sobre a corrupção no escritório do prefeito. Foi maravilhoso!
Cat: Carr também será seu novo professor sem vergonha.
Kara: Estou tão animada para começar. Eu vou me esforçar mais nisso do que já me esforcei em qualquer outra coisa antes… Isso deu certo?
Cat: Sim! Sim… Ele realmente gostou de você.

Tradução e Adaptação – Equipe THBR

PROMO: 2×02- The Last Children of Krypton

Postado por Débora em 11/10

Confira abaixo a promo do segundo episódio de Supergirl, intitulado “The Last Children of Krypton”.

O episódio vai ao ar na próxima segunda 17 na CW. E não perca dia 26 de Outubro a estréia da segunda temporada na Warner Channel Brasil 22:30 Horas;

Sinopse: A Cadmus ataca National City com um vilão energizado com kriptonita, algo que acaba machucando seriamente Supergirl. Superman culpa Hank, já que a kriptonita foi roubada do DEO.

Confira as Stills do episódio em nossa galeria;

002~73.jpg 005~53.jpg 2~0.jpg 10.jpg

Créditos: Sobre Séries